Sociólogas e Sociólogos: a luta democrática é nossa história!

luta.jpg

Brasil, 29 de outubro de 2018.


Nota Pública


Sociólogas e Sociólogos: a luta democrática é nossa história!


Nós sociólogos e sociólogas no Estado de São Paulo comprometidos com a transformação da sociedade e com o aprofundamento democrático da sociedade brasileiro, vimos manifestar nosso profundo temor pelo resultado eleitoral brasileiro com a vitória de um candidato alinhado com setores ultraconservadores.
As posições deste cidadão e seu “programa de governo” são orientadas por um discurso de ódio contra a maior parte da sociedade brasileira (mulheres, negros e negras, LGBTs e nordestinos e nordestinas, progressistas, enfim, toda diversidade que não pertence a oligarquia brasileira).


De origem militar, seu apoio a políticas econômicas neoliberais promete aprofundar a liquidação de patrimônios públicos que o golpe de 2016 iniciou. Trata-se de mais um capítulo de negação das instituições democráticas e da importância do Estado indutor da inclusão cidadã.


Mais uma página de uma história que já é marcada por um Estado de exceção, impingido aos adversários políticos dos setores oligárquicos, claramente marcados por perseguições, criminalizações arbitrarias, transformando qualquer cidadão que pense diferente da vontade oligárquica em inimigo. Ignorando, assim, as premissas do pacto constitucional e os ritmos jurídicos que garantem o Estado democrático de direito e a cidadania.


A decisão do eleitorado brasileiro foi realizada após ampla campanha contra a esquerda e suas principais lideranças, tudo vociferado pela ambição da posse do pré-sal e seu potencial de fomento ao desenvolvimento deste país do sul do planeta.


A esquerda e os setores progressistas mais uma vez têm que mostrar que o mito da paz não é real. O conflito provocado pelas elites oligárquicas exige reação da população que não se acorvadará, exigirá respeito a seus direitos e seguirá na luta por dias melhores.
Entre democracia e fascismo não pode haver neutralidade!


Sociólogas e sociólogos de São Paulo e do Brasil sigam firmes no proposito da retomada democrática brasileira! 


Nossa unidade é fundamental para termos um Brasil melhor.
Só a luta nos transforma, 
Só a ação nos fortalece,
Só a unidade permite a resistência democrática!


Sindicato dos Sociólogos do Estado de São Paulo